50 fatos sobre mim ♥

Por conta da indicação e pedido do meu amigo Wagner Lima para que eu respondesse a TAG: 50 fatos sobre mim, cá estou eu. O post deveria ser um pouco menor, mas eu não me contenho. Abaixo segue a lista que diz muito mais que  50 fatos sobre esta que vos escreve.

01. Meu nome é Thaís. Com TH, nada de y, i acentuado. Escrito fica bem óbvio, mas é assim que eu respondo em 99,9% das vezes em que alguém pergunta meu nome. Era para Giulia. Sim, com a pronúncia italiana. Tudo bonitinho, sonho da mamãe. Porém ela constatou que todos chamariam de Júlia e resolveu colocar Thaís. Com TH… pois é. Ironia do destino ou não, minha afilhada hoje se chama Júlia. É, nada de pronúncia italiana.

02. Eu sou uma geminiana clássica. E como tal, sou 8 ou 80. Sempre nos extremos. Super paciente ou tolerância zero. Muito arrumada ou 100% nem aí. Alternância de humor, desembestada para falar, fome de mundo, versatilidade, brainstrom etc etc etc. Não sei dizer se é algo bom ou ruim, só sei que faz parte do pacote.

03. Sou uma louca apaixonada pela família. É meu bem maior. Deus me livre de dar algo que não seja orgulho, felicidade e motivos para sorrir (e chorar, se for de felicidade, pode, tá?) a minha família.

04. Meu paladar é deficiente. Só isso pode explicar o fato de eu não conseguir misturar doce com salgado. Goiabada com queijo, passas no arroz? NUNCA!

05. Meu canal de TV preferido é o GNT.

06. Meus programas preferidos são o Saia Justa e o Chegadas e Partidas. Sempre choro. Ambos do GNT.

07. Organizado minhas roupas por cores porque me sinto confortável dessa forma e ponto. (Minha mãe odeia. Beijo, mãe!) Assim eu consigo visualizar melhor as roupas. Descobri que não tenho uma queda, mas sim uma fixação por preto e branco. Por algum motivo ainda desconhecido, também tenho muitas peças que misturam os dois – listras e poá <3. Sabe lá Deus o porquê, tenho um número significativo de blusas laranjas.

08. Dou bom dia/boa tarde/boa noite e agraceço a todos os trocadores e motoristas dos ônibus que pego. Mesmo que eles não respondam – e a maioria não responde. Há quem critique… fazer o quê, né?!

09. Sou terrível em guardar dinheiro. Sempre tem um livro, uma sapatilha, um filme, uma blusa ou um sorvete que eu quero muito. Vou lá e compro. Me arrependo. Digo que não vou mais cair em tentação. Caio. E o ciclo recomeça.

10. Adoro dar presentes! Mais um dos motivos do porque não consigo guardar dinheiro. É pai, é mãe, é irmão, é afilhada, é amigo, é primo. “AH! Vamos fazer amigo secreto! E amigo doce! E amigo da onça! E…!”

11. Quando gosto muito de uma música, eu a escuto várias e várias e várias vezes seguidas. Por dias, semanas. Herdei essa mania da minha mãe, meu irmão herdou de mim e meu pai odeia. (Beijo, pai!)

12. Tenho 1,62 de altura e peso 62 quilos.

13. Sou viciadinha no programa talk show do Jô Soares! (Adoro o Jô! Beijo, gordo!) Assisto na TV sempre que dá e, quando não, vejo no youtube.

14. Tenho playlist para todos os momentos da minha vida. Sério. Para os que já foram, os que aqui estão e os que virão. Obrigada, spotify.

15. Na minha família todo mundo faz aniversário na casa dos 20. Na ordem: papai – 20, eu – 23, meu irmão – 26 e mainha – 27.

16. Depos que entrei na casa dos 19, meu corpo reclama como se eu tivesse 25, sei lá. Passei a sofrer (ainda mais) de ansiedade e tenho um sono sem fim na hora errada – passo o dia inteiro querendo dormir e à noite não tenho sono. Dizem que quando a cabeça não pensa, o corpo padece. No meu caso a cabeça tem pensado demais.

17. No colégio a disciplina que eu mais gostava era História (e Português <3! Não consigo escolher entre as duas).  A que eu odiava menos gostava era Espanhol, mais conhecida como A Pedra no Meu Sapato. Até o primeiro ano eu nunca tinha zerado um trabalho/prova, até fazer minha primeira prova de Espanhol.

18. Eu absorvo as pessoas, sobretudo suas manias, de uma forma muito rápida. O que me incomoda muito, para ser sincera. Do nada eu me pego falando igual a fulano, gesticulando igual a ciclano. E, apesar de achar que nós somos mesmo a mistura das pessoas que passam pela nossa vida, eu acho um pouco não-autentico. Sigo tentando amadurecer nesse ponto.

19.  Eu tenho muito, muito, muito – é algo imensurável, sério – orgulho da educação que os meus pais me deram. Tudo muito humilde, realista, pés no chão. Se me perguntassem se eu mudaria algo, se faria algum desvio de rota, a resposta viria de prontidão: nunca.

20. Eu já estudei e fiz teatro por muitos anos.

21. Já fui locutora e redatoda de um programa na rádio local. Entre os meus 13/15 anos.

22. Eu sou do que Cazuza chamou de “turma do abraço”. Meu negócio não é somar é multiplicar, sozinho eu não dou conta. Diferente do que as pessoas pensam, eu sou bem aberta a novas amizades. O meu grupo de amigos (lato sensu) só se expande.

23. Tenho muita fome de mundo. Meus pais me criaram para o mundo, tenho sempre essa impressão. Meu pai cantava e canta para mim até hoje que “… ter saudade até que é bom, é melhor que caminhar sozinho. A esperança é dom que eu tenho em mim, eu tenho sim.”

24. Odeio abacaxi e tudo que dele deriva.

25. Amo cachorro, não curto gato.

26. Sou uma cinéfila “pao-com-ovo” ou “meia-boca”, como preferir. Eu sou crítica, mas não tenho muita técnica. Por falta de tempo para estudar o assunto e, depois que comecei a faculdade, para assistir filmes, o que me faz sofrer bastante, porque eu sou apaixonada pela sétima arte.

27. Sou acadêmica de Direito, apaixonada pelo curso. Todos os dias eu tenho ainda mais certeza que fiz a escolha certa.

28. Eu gosto de estudar, o que facilita o bom desempenho nas minhas atividades acadêmicas. Sempre me dedico muitos aos projetos que me proponho a fazer. Não encaro a faculdade apenas como um projeto de retorno financeiro.

29. Tenho uma vaidade intelectual muito forte, o que explica o fato de eu não encarar a faculdade somente como fim lucrativo. Aprender, conhecer… me faz bem. Não é, nem de longe, um fardo. Quem me conhece sabe.

30. Tenho interesse em adentrar, quem sabe, futuramente, na esfera política.

31. Apesar de ter umas crises de pessimismo – as bads da vida, né – de uma forma bem geral, eu sou muito otimista. Sempre consigo ver proveito, tirar algo bom de uma situação ruim, aprender com os erros. Sempre. Isso me ajuda muito a vencer as lutas travadas diariamente.

32. Eu escrevo cartas para ninguéns.

33. Sou uma pessoa muito maternal, o que às vezes irrita os meus amigos. Fico aconselhando, dando bronca, puxando orelha. Faço a linha tiazona sem nenhuma vergonha.

34. Adoro bater perna em shopping sozinha, sem ninguém falando ao lado, me apressando. Para mim é uma terapia.

35. Também prefiro ir ao cinema sozinha. Pelos mesmo motivos que vou ao shopping sozinha.

37. Sou míope, estrábica e astigmata.

38. Quando criança, eu fugi de casa umas três vezes.

39. Sou cristã, católica. Sou devota de Santa Rita de Cássia, santa das causas impossíveis. De fazer promessa e tudo. Costumo dizer que a fé por Santa Rita foi herança da minha vó Bia.

40. Sou quase uma stalker profissional. Do tipo de, se bobear, eu descubro rg, cpf e tipo sanguíneo na internet.

41. Nunca ganhei nada em sorteio, bingo, rifa. Nunca.

42. Durante a minha gestação, não deixei que soubessem meu sexo e olha que minha mãe tentou ver algumas boas vezes. Por esse motivo ela comprou tudo amarelo. A minha vinda foi uma surpresa.

43. Nunca quebrei nenhum osso do corpo. Nem pretendo.

44.  Não sou do tipo de pessoa que “vai na onda”, que “segue a moda”. No meu entender, eu tenho a cabeça no lugar. Então, se eu fizer algo é porque eu quero fazer. O que às vezes não é tão bom, porque eu não levo muito em consideração a opinião alheia. Se eu quiser, eu vou. Se não, não vou. Claro que se tratando de assuntos relevantes, na maioria das vezes e sempre que posso, eu consulto pessoas de referência. (Beijo pai, beijo mãe!)

45. Esse é o terceiro blog que eu crio.

46. Tenho uma caixa com todas as cartas, fotografias e cartões que recebi durante os meus 19 anos.

47. Tenho muita, muita, muita vontade de aprender a atirar. É uma das coisas que pretendo aprender até o final da graduação em Direito.

48. A minha rede social preferida é o twitter. Porque lá ninguém precisa ser feliz o tempo todo, lá eu posso postar “queria estar morta” e ninguém vai me olhar torto ou me mandar pedir perdão a Deus – porque o Senhor sabe que é só força do hábito e que nada quer dizer além de “para o mundo que eu quero descer” ou “para que tá feio”. E, bem, tem o Pe. Fábio de Melo. Preciso mais nem explicar, né?

49. Acreditei fielmente em Papai Noel até os 6 anos de idade. Papai simulava a entrega de presente todos os anos e recebia muita críticas por causa disso.Tadinho!

50. Não me considero uma pessoa inteligente. Me acho esforçada, não inteligente.

T.

Anúncios

Um comentário sobre “50 fatos sobre mim ♥

  1. wagnerlima77 disse:

    Que bom que você fez a tag! Tinham algumas poucas coisas que eu não sabia bem, tipo algumas manias de organização de roupa. HAHA Mas super gostei e anotei meus comentários num papel pra te mostrar! Adorei o post! ❤

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s