As ilustrações do Luis Quiles.

Hoje pela manhã eu estava no Facebook, rolando o feed de notícias como quem não quer nada quando topei com uma publicação de um ex professor meu. A publicação se tratava de algumas ilustrações, que até então eu não sabia nada sobre – autor, origem, proposta, essas coisas. Eu comecei a ver as imagens e, de início, eu me senti muito confusa sobre o que cada imagem queria dizer. As ilustrações falam muito e eu creio que cada pessoa as enxerga de acordo com a sua visão de mundo. Apesar de não precisar de legenda, meu professor legendou a publicação como “Imagens impactantes. A realidade nua e crua… Vale refletir!” já eu me restringi a escrever “forte”. Assédio, política, comportamento, preconceito, tabus, sofrimento, opressão, prostituição, religião, agressão, r e a l i d a d e. A sensação de engasgo não me deixou desde então. As imagens te dão um choque de realidade. Perdão a redundância, mas são coisas que todos nós temos consciência, mas não somos conscientes, se é que vocês entendem. Reflexão, compreensão e revolta. Essas imagens representam a luta diária de milhares e milhares de pessoas. A pergunta que não me sai da cabeça é: o que eu faço diante de tudo isso? E o que você faz? Já se perguntou também?

Eu dei “googlada” e descobri que as imagens pertencem ao ilustrador espanhol Luis Quiles. À quem interessar a página oficial dele no Facebook é ESSA.


Para curtir, curtir e curtir!

Se existe uma coisa que eu gosto mais do que procurar páginas legais no Facebook, é achar páginas legais no Facebook. Gosto tanto que geralmente compartilho – quem nunca foi nos comentários, marcou a pessoa junto de um “<3” ou um “Haha” que atire a primeira pedra, por favor.
Se tem uma coisa que eu gosto mais do que tudo que eu já citei anteriormente, é fazer listas. Então resolvi unir o útil ao agradável e listar as melhores páginas que eu curto lá no site do amigo Zuckerberg.  

Porque um tiquinho de veneno e bom humor vezenquando não mata ninguém, não é?
Pois bem, o Fofurinhas segue a linha indiretas e é só sinceridades.  
 












Essa aqui tem o meu coração inteiro e mais um pouco de tão amorzinho que é. É uma reprodução do projeto “Humans of New York”, o projeto é realizado para disciplina de Fotojornalismo e a página é mantida por alunos do curso de Jornalismo da UFC, em Fortaleza. Traz fotos e depoimentos curtos de estranhos, impossível não se emocionar, gente.
 

“A gente se conhece desde o colégio. Nós começamos a namorar a partir das festas nos clubes que tinha naquela época, faremos 30 anos de casados no dia 19 de dezembro e temos três filhas.”

“E o que vocês mais gostam um no outro?”

“O que eu mais gosto nela… É a chatice! Não, o que eu mais gosto nela é a compreensão, a amizade, o amor, a convivência, tudo isso faz parte de um todo. É como se fosse um bolo, você tem que colocar vários ingredientes para fazer poder fazer uma coisa bonita.”

“O que eu mais gosto nele é o amor que ele tem pela família, ele é muito família, muito louco pelas filhas. Se for preciso, ele deixa de fazer algo por ele, para poder fazer pelas meninas, é um paizão mesmo. É um bom marido, claro, mas ele é mais paizão do que maridão. Ele também é muito sincero, quando algo está incomodando ele diz mesmo, essa coisa de dizer sempre a verdade.”

Para quem curte arte de rua é certo amor a primeira vista. A página traz registros fotográficos de pichação/grafite. A melhor parte é que qualquer pessoa pode enviar uma foto. Verdade nua e crua, sinceridade, desilusão, desabafo… Tem de tudo e é de todo mundo.












Eu descobri o projeto da Juliana têm alguns meses. Trata-se de uma série de fotos, tiradas diariamente, da praia de Copacabana (ah, Copacabana…!) As fotos possuem como legenda um adjetivo que caracterize a praia naquele retrato. O projeto da Juliana virou até livro. Ela também divulga o trabalho no instagram, confere lá.











É uma página que faz… Listas! Precisa falar mais alguma coisa?
Precisa. Porque são listas fofinhas e do bem. Foi barra escolher essas para colocar no post, por mim postava todas.












Para quem é bookaholic como eu, tem por obrigação conhecer essa página. Se você ainda não conhece, eu vos apresento e vos declaro marido e mulher. A vontade é de casar, eu sei. A página (também existe um site com o mesmo nome e a mesma finalidade) nos presenteia com dedicatórias de livros que também podem ser enviadas por qualquer pessoa. Só que há um bônus: não estão lá só as dedicatórias, mas as histórias por trás delas também. Só confiram, gogogo!
“paula,

o sol é para todos,
mas eu te dou
a minha parte.

você é a minha luz.

02/03/13
Thar”

pra ler a história: http://eutededico.com.br/post/99413416189/paula-o-sol-e-para-todos-mas-eu-te-dou-a-minha


Por último, porém… essa aqui já é bem conhecida, mas acho injusto não colocá-la na listinha. Feita para você marcar os seus amigos, o seu amor e até quem não é tão chegado mas se encaixa na indireta. O nome já é auto explicativo, então fica uma prévia com (algumas d)as minhas preferidas.